botox

Tudo o que você precisa saber sobre a aplicação estética do botox

Tudo o que você precisa saber sobre a aplicação estética do botox

O botox se tornou um sonho de consumo de muitas mulheres e de homens, que buscam atrasar os sinais do envelhecimento. Para tal, podemos afirmar que esta substância é uma verdadeira descoberta da ciência! Você sabe de onde vem o botox? 

Muita gente não sabe. Mas, se você tem curiosidade de conhecer mais acerca desta neurotoxina, continue a leitura do artigo.

O que é o botox?

Botox é o nome comercial deste produto, que se tornou muito popular. Na realidade, a substância se chama toxina botulínica. Essa toxina é produzida pela bactéria Clostridium Botulinum. Em grandes quantidades, ela é nociva para o organismo. Em baixos níveis, é utilizada no segmento da estética para reduzir rugas e marcas de expressão.

O botox funciona da seguinte forma: após ser injetado no músculo, a neurotoxina bloqueia os sinais nervosos responsáveis pela contração dos músculos, fazendo-os relaxar. Com isso, aquelas marquinhas de expressão em volta dos olhos, da boca, dentre outras regiões, são amenizadas e até mesmo prevenidas. 

O efeito da aplicação da toxina botulínica varia de 3 a 6 meses, dependendo de cada organismo. 

Como funciona a aplicação do botox?

Como dito acima, quando é aplicado no músculo contraído, o produto o faz relaxar, amenizando as marcas de expressão. Antes da aplicação, o médico especialista aplica um creme anestésico no rosto da paciente para aliviar o incômodo das picadas de agulha sobre os músculos faciais que se deseja relaxar. 

Após três dias da aplicação, a paciente percebe os primeiros efeitos da toxina botulínica agindo. Uma semana depois, as rugas e linhas de expressão estão reduzidas, ou mesmo eliminadas, dependendo do nível delas. Lembrando que os efeitos não são permanentes. 

Indicações do botox na estética

Existe uma infinidade de usos da toxina botulínica, tanto na estética quanto na medicina em geral. Na estética, o botox pode ser usado para os seguintes casos:

  • redução de rugas e linhas finas de expressão;
  • linhas de expressão entre as sobrancelhas;
  • linhas de expressão no canto dos olhos (pés de galinha);
  • levantar as sobrancelhas;
  • levantar os cantos da boca;
  • suavizar rugas no colo e no pescoço;
  • levantar a ponta do nariz;
  • suavizar o sorriso em pessoas com sorriso gengival.

A cunho de curiosidade, esta neurotoxina também é indicada para o tratamento dos seguintes distúrbios de saúde:

  • enxaqueca crônica;
  • estrabismo;
  • transpiração excessiva na axila (hiperidrose);
  • incontinência urinária;
  • espasmo das pálpebras;
  • espasmos do pescoço e dos ombros;
  • bexiga hiperativa;
  • espasmo hemifacial.

Contraindicações 

Existem algumas situações em que a aplicação de toxina botulínica não é indicada. Elas incluem:

  • histórico de doença neuromuscular (como esclerose múltipla ou miastenia gravis);
  • mulheres grávidas ou em fase de amamentação;
  • histórico de fraqueza nos músculos do rosto;
  • pálpebras caídas;
  • cicatrizes profundas no rosto;
  • pele espessa;
  • traços desiguais nos lados do rosto;
  • lesões de pele no rosto.

Também é importante informar ao médico sobre o uso de medicamentos, suplementos ou vitaminas, antes de se submeter à aplicação de botox. 

Quer saber mais sobre bioimpedância? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médica  em Marcelino Ramos!

Posted by Dra. Daniela Sommer in Todos